Saturday, January 5, 2008

Lênin, Keynes e os Economistas de Porta de Cadeia

Keynes em seu The Economic Consequences of the Peace credita e concorda com Lênin que a inflação é a melhor arma para acabar com o capitalismo. Na América Latina os economistas de porta de cadeia, filhos de Lênin [bastardos ou legítimos], tentaram e tentam de todas as maneiras acabar com a economia de mercado. Primeiro ludibriaram os governos dizendo que inflação gera crescimento. Não gerou, a única coisa que inflação criou, além de pobreza, foi mais inflação. Como não conseguiram acabar com o capitalismo, tentaram outra estratégia. Criaram teorias para acabar com a inflação através do controle e congelamento de preços. Sabiam que esse non-sense iria gerar mais inflação, talvez mesmo uma hiperinflação que acabasse de vez com a economia de mercado. Felizmente falharam. Mas esses economistas são incansáveis. Eles sabem se reproduzir, criam escolas que se tornam “centros de excelência” para jornalistas semi-analfabetos que compartilham de suas crenças ideológicas. Produzem um número considerável de discípulos que aparelham outras escolas, think tanks, centros de pesquisa. No seu novo ataque, tentam aumentar o custo de transação da economia, criando e aumentando impostos de tal forma a onerar as trocas. Talvez, pensam, isso funcione, pois elevando os custos de transação a níveis insuportáveis, talvez o sistema de trocas colapse e a economia de mercado, finalmente, desapareça.

4 comments:

quincas said...

Consequencias economicas da paz de Keynes foi um dos brilhantes ensaios deste economista que continua sendo muito influente, vejam o artigo do Akerloff no Pluralistic Economics e os artigos do Farmer que mostram que o problema de coordenação continua sendo o calcanhar de aquiles. Quanto a questão da inflação promover o crescimento o Lucas acabou confirmando isto, as curvas de Phillips confirmaram isto. O erro naturalmente na América Latina foi a dosagem.
Quanto ao custo de transação a culpa foi do FHC que acabou impondo este tipo de ajuste.
Sem dúvida é um equivoco mesmo porque não precisa de ajuste nenhum considerando que a economia vai aumentar a arrecadação e o superávit primário pode ser bem menor dada a trajetoria de crescimento.

Blog do Adolfo said...

Matou a cobra e mostrou o pau!!! Parabens Selva, se me permitir roubar a ideia, vou escrever mais sobre isso no meu blog.

Adolfo

Orlando Tambosi said...

Chamei lá em casa...

Leonardo Monasterio said...

Uma curiosidade. Li em algum lugar que o Keynes - loroteiro como só ele- inventou a frase e atribuiu ao Lenin. O Vladimir nunca teria dito isso. A ideia do Lord Keynes era justamente assustar.